domingo, 9 de julho de 2017

O CÁLICE DE CRISTO



Resultado de imagem para sofrimento de cristo na cruz
O CÁLICE DE CRISTO


“E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres”.
(Mateus 26:39- ACF).

“E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”.
(Marcos 14:36- ACF).

Todos sabem que Jesus Cristo em seu ministério terreno era Deus em forma de homem (Deus encarnado), Ele poderia muito bem afastar o sofrimento que Lhe estava previsto, porém, apesar de ter o poder para DETERMINAR, Cristo não o fez, pois foi obediente ao Pai. Sendo humilde Cristo diz: “não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”. Justamente ao contrário do mundo religioso que não tem poder algum e nos dias atuais estão determinado vitórias e maravilhas. A religião trata Deus como um empregado, um servo a serviço do seu bel prazer. Já os crentes batistas fundamentalistas sabem por conhecerem as Escrituras, que para entrar no reino de Deus importa-nos passar aflições
(Atos 14:22-ACF).

“não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”

SOMOS PARTICIPANTES DO SOFRIMENTO DE CRISTO.

Reinar com Cristo significa sofrer com Cristo. O cálice de Cristo significa o grande sofrimento e a rejeição, o próprio Cristo diz que beberemos do Seu cálice.
(Mateus 20: 22-23- ACF). Engana-se aquele que por ser crente, acha que a vida aqui na terra será “UM MAR DE ROSAS”, somos participantes do sofrimento de Cristo (I Pedro 4:13- ACF). Jesus deixa claro que fazemos parte do seu corpo e que derramamos o sangue que preenche o cálice do novo testamento (Lucas 22:19-20- ACF). Temos que aceitar o nosso cálice, como fez Cristo ao afirmar “não beberei eu o cálice que o Pai me deu?”. (João 18:11- ACF). O sofrimento do Nosso Senhor Jesus Cristo nos livrou da condenação eterna
“não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”

O CÁLICE DO NOVO TESTAMENTO

Jesus é o nosso todo suficiente salvador, através a sua ação expiatória naquela maldita cruz do calvário, Ele levou sobre si os nossos pecados
(Isaias 53:11- ACF). Com sua morte Cristo nos presenteou com um novo testamento (I Coríntios 11:25- ACF). O jardim do Getsêmani foi o lugar onde o Senhor Jesus começou a beber esse cálice da ira de Deus, de amargura e sofrimento, culminando com a terrível morte na cruz. Este ato nos tornou participantes do Seu sangue e do seu corpo (I Coríntios 10: 16-17- ACF).

“não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”

O CÁLICE DA IRA

O sacrifício expiatório de Cristo nos livrou da condenação eterna, nos livrou de recebermos a marca da besta, nos livrou de bebermos o vinho da IRA DE DEUS, aqueles que não estão livres da condenação, que tornam o sacrifício de Cristo inútil, tentando se justificar com as obras da carne, estão condenados a serem atormentados com fogo e enxofre. (Apocalipse 14:9-10- ACF). O cálice das abominações e da imundícia da prostituição dos filhos de Satanás.
(Apocalipse 17:4). Irão receber de forma justa o seu devido pagamento (Apocalipse 16:19- ACF). 

“não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”

CONCLUSÃO

Os filhos de Deus nunca entrarão em condenação, pois passamos da morte para vida (João 5:24- ACF). O sangue de Jesus nos purificou de todo o pecado e nos presenteou com uma eterna redenção e aperfeiçoou as consciências das obras mortas. (Hebreus 9:12-14- ACF). Os chamados recebem a promessa da vida eterna (Hebreus 9:15- ACF). Com esta promessa façamos cada vez mais firme a nossa vocação e eleição que jamais tropeçaremos (II Pedro 1.10- ACF). Sejamos, pois participantes do cálice de Cristo e afastados do cálice de satanás.

“Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” (
I Coríntios 10:21- ACF).

Esperança-PB, Julho de 2017.

Walter Costa

Bibliografia: Bíblia Almeida Fiel e Corrigida-AC



Nenhum comentário:

Postar um comentário