quinta-feira, 15 de junho de 2017

JESUS CRISTO O EXEMPLO PERFEITO.


Imagem relacionada


Leitura bíblica: (Isaías 53:1-12-ACF).

INTRODUÇÃO

A leitura do capitulo 53 do livro do profeta Isaías, nos dá a perfeita noção da humilhação e exaltação de Cristo. O nosso Salvador foi desprezado e rejeitado pelos homens, mas apesar de toda opressão e sofrimento Ele levou sobre Si todos os pecados daqueles que Nele creram (I Pedro 2:24). Enquanto estava na terra Cristo glorificou ao Pai através da perfeita obediência, sendo obediente até a morte (João 17:4 e Filipenses 2:8). Notadamente Jesus veio ao mundo para fazer a vontade do Deus (João 4:34), o próprio Cristo afirmou que fazia tudo para a agradar ao Pai (João 8:29).

SERVO INCULPÁVEL

Jesus Cristo foi um servo justo e fiel a Deus. Ninguém podia culpá-Lo de algum pecado. As pessoas fazem sacrifícios e obras buscando, desta forma se justificar perante Deus, enganam-se por completo, pois os filhos de Deus recebe a justiça de Deus, através da obra Daquele que não conheceu o pecado e que se manifestou para tirar os nossos pecados (II Coríntios 5:21 e I João 3:5). Cristo é nosso exemplo perfeito, portanto devemos ter o mesmo sentimento que Nele havia (Filipenses 2:5 e I João 2:6).

SEU SOFRIMENTO AGRADOU A DEUS.

Não existem palavras que possam exprimir o sofrimento do Nosso Salvador. Foi agradável a Deus o sofrimento de Cristo para expiar nossos pecados (Isaías 53:10). O Nosso Senhor Jesus Cristo estava ciente do que representava, quando afirmou que daria a Sua vida pelas ovelhas, notadamente Ele deu a vida, não foi obrigado a fazer este ato e sim cumprindo com obediência à perfeita vontade do Pai (João 10:15-18). Cristo recebeu as nossas transgressões e nossas iniquidades (Isaías 53:5). Devemos ter cauterizado em nossas mentes que somos culpados, através do pecado pela morte de Jesus Cristo, porém apesar de sermos culpados Ele ressuscitou para nos justificar (Romanos 4:25).

CRISTO JUSTIFICOU E PERDOOU OS PECADOS.

Segundo unicamente as riquezas da Sua graça, Cristo nos libertou pelo Seu Sangue (Efésios 1:7). Não estamos tratando aqui de pessoas boas e sim de ímpios, o sacrifício de Jesus torna-se bem maior, pois ousou a morrer por nós, sendo todos nós sem exceção pecadores, além desde magnifico ato Cristo também nos justificou e nos livrou da ira (Romanos 5:6-9).  O penoso trabalho realizado pelo Príncipe da salvação, não foi em vão, pois trouxe muitos filhos à glória (Hebreus 2:10).

CONCLUSÃO

 A obra expiatória de Cristo foi suficiente para nos vivificar e perdoar nossos pecados, aquela cédula que nos era contrária foi riscada e cravado com Jesus naquela maldita cruz (Colossenses 2:13-14). Porém isto não implica que devemos continuar no pecado, muito pelo contrário o crente tem a obrigação de fugir das tentações, mas Deus em sua infinita sabedoria, já prevendo a fragilidade do homem constituiu o melhor advogados de todos, que irá nos defender perante Ele, o martírio vicário de Cristo de Jesus Cristo na cruz foi suficiente para propiciar (conseguir perdão) dos nossos pecados e do pecado de todo o mundo, apesar de que o sacrifício só válido para aqueles que creem verdadeiramente na perfeita obra de Cristo (I João 2:1-2). 



Estudo aplicado na IBBF de Esperança-PB, Dezembro de 2015.
Walter Costa
Referências Bíblicas: Bíblia Almeida Corrigida e Fiel - ACF

Nenhum comentário:

Postar um comentário